sexta-feira, 5 de dezembro de 2008




Não me arrependo de você


de: Glad Azevedo


Eu que dediquei toda a minha vida por você
Eu que fiquei em paz ao encontrar você
Eu que te pedi para não ir embora
Eu que tenho tanto ainda pra te dizer
Eu que não me arrependo de você

Eu que não quis te deixar assim
Eu que não quis te fazer chorar
Eu que abri os braços pra te abraçar
Eu que te fiz sorrir

Eu que com minha calma te livrei da dor
Eu que com minha sorte te deixei ganhar
Eu que por tantas vezes já te fiz dormir
E hoje por nós te vejo acordar
Vai vai
Te deixo fugir
Vai vai..




3 comentários:

Tchellinha disse...

Se um homem faz isso tudo por mim, eu não ia fugir. Bjksss

regina disse...

Na verdade todos nós queremos atenção e cuidado,tanto o homen como a mulher.Linda esta poesia,sempre nos mostrando algo.O que vejo e sinto quando a li é que com certeza o homen desta poesia fez tudo e deu tudo de si ,mas esta mulher não estava preparada para o amor,então fugiu.

Encontros e Desencontros disse...

"Eu que com minha sorte te deixei ganhar"

Nossa só essa frase vc se doou completamente :)

Belíssimo